Caixa baixa juros para a compra de imóveis

November 9, 2016

A Caixa Econômica anunciou ontem a reduções nas taxas de juros para financiamento de imóveis com recursos da poupança, para pessoa física e pessoa jurídica, além da diminuição da cota mínima de financiamento dentro do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE). Todas as linhas de crédito ficaram mais baratas em 0,25 ponto percentual, com exceção da taxa de balcão para o Sistema Financeiro Habitacional (SFH), no qual a redução foi de 0,22 ponto.

 

Além da redução de juros e taxa especial, a Caixa informa que promoveu melhoria de condições no financiamento de imóveis para pessoa física. O limite mínimo de financiamento no SBPE passou de R$ 100 mil para R$ 80 mil. A medida busca atender o mercado de unidades habitacionais nessas faixas e vale para imóveis novos e usados, dentro do SFH e Sistema Financeiro Imobiliário.

 

Conforme a Caixa, que detém 66,9% de participação no mercado, os clientes que fizerem a opção de receber o salário pela Caixa, a taxa de juros cairá de 11,22% ao 

ano para 9,75% ao ano, para compra de imóveis pelo SFH, e de 12,5% para 10,75% ao ano para imóveis enquadrados no Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI).

 

Reflexos

Segundo a Caixa, as medidas “são reflexo da diminuição da taxa Selic”, a taxa básica de juros, que foi alterada no mês passado pelo Banco Central, passando de 14,25% para 14%.

 

O economista Vitor Leitão diz que a decisão deve impactar o setor. “A redução da taxa de juros deve influenciar positivamente o mercado imobiliário, que já vem dando sinais, ainda tímidos, de melhora. As perspectivas positivas com a economia têm melhorado as expectativas dos agentes”, avalia. Adianta que a tendência é que essa medida tenha reflexo também em outros bancos, em função da concorrência. “Mas, como a Caixa detém uma grande parcela desse mercado, não devemos ver mudanças significativas”.

 

O POVO procurou outros bancos para saber se pretendem seguir o caminho da redução de juros. O Banco do Brasil disse em nota que “monitora constantemente os movimentos do mercado e procura sempre oferecer as melhores condições aos seus clientes”. O posicionamento do Itaú Unibanco é de acompanhamento. “Por enquanto, nada muda em sua estratégia para financiamento imobiliário.” O Bradesco também informou que “está sempre avaliando as condições de mercado e considera que suas taxas são bem competitivas”.

 

NÚMEROS 

 

0,25

ponto percentual foi a redução em 7 das 8 linhas de financiamento no SBPE

 

66,9%

é a participação da Caixa Econômica no mercado de crédito imobiliário nacional

Please reload

Posts Em Destaque

Qual o futuro do mercado imobiliário?

November 23, 2018

1/2
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
  • LinkedIn Social Icon

© Copyrigh reserved  2018