Caixa Econômica contabiliza R$ 24,4 bilhões em saques das contas inativas do FGTS

A Caixa Econômica Federal contabilizou mais de R$ 24,4 bilhões em saques das contas inativas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço feitos por trabalhadores nascidos entre janeiro e agosto. O valor inclui pagamentos efetuados até o dia 16 de maio e equivale a 84,3% do total inicialmente previsto (R$ 29 bilhões) para as três etapas já liberadas. O número de trabalhadores que já sacaram os recursos das contas do Fundo de Garantia referente à MP 763/2016 ultrapassou R$ 15,8 milhões e representa 79% das 20,1 milhões de pessoas nascidas no período de janeiro a agosto. O montante pago representa 55% do total de recursos (R$ 43,6 bilhões) disponíveis pela Medida Provisória 763/216. O número de

Caixa recebe aporte e volta a liberar crédito imobiliário do pró-cotista FGTS

A Caixa Econômica Federal (CEF) informou nesta segunda-feira (8) que autorizou suas agências a receberem novas propostas de financiamento imobiliário pela linha pró-cotista FGTS, depois que o Ministério das Cidades remanejou R$ 2,54 bilhões para a linha. A modalidade havia sido suspensa por falta de recursos. Recentemente, a Caixa informou que havia cortado o crédito porque só tinha recursos para "propostas de crédito já recebidas". A linha pró-cotista é a modalidade de financiamento habitacional mais barata depois do Minha Casa Minha Vida. Leia mais: Caixa suspende crédito imobiliário do pró-cotista por falta de recursos O Ministério das Cidades enviou uma nota na noite desta segunda inform

Economia brasileira já se recupera da crise, diz ministro

O ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, afirmou hoje (2) que a economia brasileira já começou a se recuperar, embora abaixo do ritmo desejado pelo governo. “Quando nós assumimos o governo, não havia perspectiva nenhuma de que a economia brasileira voltasse a crescer tão cedo. Havia uma expectativa de continuação da recessão e do PIB [Produto Interno Bruto, soma de todos os bens e serviços produzidos no país] decrescente. Agora, já houve uma minimização no ano passado, quando a previsão do PIB era cair 3,8% e caiu 3,3% e este ano já há previsão de crescimento. Não é o que nós gostaríamos, mas pra isso precisam ser feitas reformas estruturantes que estão sendo fe

Posts Recentes

 Av. Giovanni Gronchi 6195, 05724-003 conjunto 1912 São Paulo/SP 

  • LinkedIn Social Icon

© Copyrigh reserved  2018